Publicado por: ipanemaemcena | Novembro 29, 2007

Ipanema de Fé

Todos os dias, por volta das seis da tarde, a Igreja de Nossa Senhora da Paz fica lotada de fiéis, entre eles muitos moradores de Ipanema, para assistir a missa celebrada pelo carismático Padre Jorjão. Neste mesmo horário, a Sinagoga Agudat Israel reúne a comunidade judaica para orar, há poucos quilômetros da Praça Nossa Senhora da Paz. A pluralidade religiosa não para por aí, é só seguir mais algumas ruas para chegar no Lar Espírita Paulo de Tarso. Definitivamente, Ipanema é um bairro de fé.

padre-jorjao.jpg

Todos os anos, o páraco da Igreja de Nossa Senhora da Paz, Padre Jorjão, organiza dezenas de encontros com jovens paroquianos, a maioria de Ipanema. “A maioria deles mora aqui, porém sempre convidamos pessoas de fora do bairro para participar dos encontros, a Paz (Igreja) sempre foi um ambiente para todos os católicos, não importa o bairro.” conta o padre. A procissão que comemora o dia da padroeira Nossa Senhora da Paz, um dos eventos católicos que mais mobiliza fiéis no Brasil, reúne todo ano milhares de pessoas, e mobiliza muitos moradores de Ipanema.

A Sinagoga Agudat Israel, que fica na rua Rua Barão de Iguatemi (nº306), é o ponto de encontro para a comunidade judaica de Ipanema. Por ser próximo ao colégio judaico Elizer, muitos jovens procuram a sinagoga para orar e pedir conselhos aos Rabinos. “Quando preciso por em dia minhas orações não deixo de passar no Agudat, apesar de morar em Copacabana, gosto de ir até Ipanema e aproveitar para curtir o bairro. O ambiente de lá (Agudat) é muito agradável.” é o que conta Marcos Klein, estudante de publicidade da PUC e judeu.

Os espíritas, que moram em Ipanema (ou não), podem procurar o calmo Centro Espírita Lar Paulo de Tarso, que desenvolve um trabalho de estudo da religião baseada nos estudos de Alan Kardec. Apesar de ser um lugar pequeno, na rua Gomes Carneiro, 112, o centro consegue reunir mais de 30 fiéis por encontro (todas às terças e quintas, 17h). João Marcelo Siqueira, de 20 anos, é espírita e mora em Ipanema há 2 anos, e prefere outros centros ao de Ipanema. “Acho o bairro um pouco agitado para um centro, quando morava em Santa Catarina, as reuniões eram muito mais calmas. Aqui tem essa barulheira toda.” conta João.

Não importa a fé de cada um, desde a mais ortodoxa sinagoga, até a mais liberal das igrejas católicas, em Ipanema o ambiente é de amizade. João Marcelo e Marcos Klein, espírita e judeu, respectivamente, são grandes amigos dentro e fora de suas religiões. “Eu já fui à Sinagoga do Marcos de bobeira, para conhecer mesmo” conta João aos risos. “Ainda não fui ao Centro dele (João), mas iria numa boa” responde Marcos.

Em tempos de preconceito religioso, dois moradores de Ipanema mostraram que podem conviver em clima de amizade, sendo de duas religiões com crenças totalmente distintas, no mesmo bairro.

coexist.jpg


Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

Categorias

%d bloggers like this: